Matheus Moreira é um artista multidisciplinar residente em São Paulo. Seu trabalho integra as artes visuais, design gráfico e dança contemporânea.
Bacharel em Design Gráfico e Técnico em Comunicação Visual, começou sua formação em dança junto no Projeto Núcleo Luz em 2015, programa de dança dirigido por Chris Belluomini. Participou da montagem dos espetáculos Lago de Nós (2015) e Amor e Derivados (2019), e como interprete de “Heurói” (2013), todos com direção artística de Chris Belluomini.
Ao longo destes anos participou como artista convidado junto ao Projeto Abissal, desenvolvido pela iNSAiO - direção artística de Cláudia Palma e contemplado pela 18ª Edição do Programa de Fomento à Dança 2015-2016. Dançou junto com o Corpo de Baile Base, dirigido por Ana Catarina Vieira, apresentando o projeto Bolo de Rolo, contemplado pela 25ª Edição do Programa de Fomento à Dança 2018-2019, dirigido por Ângelo Madureira e 
Ana Catarina Vieira.
Em 2019 dançou para a série de TV, “Conquest”, com coreografia de Sidi Larbi Cherkaoui. Em 2020 foi selecionado para a residência artistica com Morena Nascimento, participando da criação do um compartilhamento online “Coração Delay”, transmitido pelo Centro de Referência a Dança da Cidade de São Paulo - CRD.
Como coreografo e diretor, criou o experimento “Implode Este Infinito Dentro de Mim” (2018), um espetáculo que explora a relação entre a dança e o design gráfico. Em 2020 seu solo “A Instabilidade Perpétua” (2019), foi selecionado para participar da 2ª Edição do Mono Festival promovido pela 28 Patas Furiosas por meio do Prêmio de Fomento ao Teatro da Cidade de São Paulo – 34ª Edição. Em 2021 apresenta no Palco Virtual do Itaú Cultural seu vídeo-dança “Improviso na Garagem” e desenvolve, a convite do coletivo Calcâneos para a ação Minutas 15, o vídeo “Habitar uma Pausa”.
Em 2021 se formou em dança pelo Núcleo Luz, Ciclo II, e atualmente desenvolve seu novo solo “Míope, não enxergo longe”.
Back to Top